CHUC realizou a primeira cirurgia cardíaca minimamente invasiva por vídeo-toracoscopia



O Serviço de Cirurgia Cardiotorácica e Transplantação de Órgãos Torácicos (CCTOT) do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) realizou a primeira cirurgia cardíaca por vídeo-toracoscopia, com abordagem minimamente invasiva para resolução da patologia valvular e defeito septal congénito. Trata-se de um procedimento inovador, ainda pouco realizado quer a nível nacional quer no estrangeiro.


A equipa cirúrgica envolvida, constituída pelos médicos Gonçalo Coutinho, Filipe Soares, Pedro Correia e pela Enfª Carla Pinheiro, pôs em prática o conhecimento adquirido após formação num centro europeu.


David Prieto, diretor do CCTOT, refere que “o procedimento cirúrgico realizado vem de encontro ao que é um dos objetivos da direção do serviço: apostar em procedimentos minimamente invasivos com vantagens funcionais e estéticas óbvias para o doente, menos tempo de internamento e de recuperação, entre outros.”


Adianta ainda que “outros procedimentos minimamente invasivos já fazem parte da atividade cirúrgica rotineira do Serviço, contudo esta cirurgia destaca-se das anteriores por ser um procedimento vídeo-toracoscópico, isto é, a cirurgia é realizada com auxílio de uma câmara de vídeo e instrumentos adequados que permitem operar o coração através dos espaços entre as costelas, em vez da clássica abordagem através do esterno”. David Prieto conclui dando nota que “o procedimento cirúrgico decorreu com o sucesso e os benefícios esperados”.

10 visualizações0 comentário